"Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
Alguém que veio ao mundo pra me ver,
E que nunca na vida me encontrou! "

Florbela Espanca

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Hoje....



Preciso que um Anjo me dê a mão e caminhe comigo...

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Respiro-te...


Olhas-me na antecipação do destino,
que damos ás noites
Pego a tua mão, que se estende,
em braços esvoaçantes
Sinto-te, perto, tão perto...
Mesmo aqui!..
Distância,
de um sorriso feito abraço!

Bate o coração descompassado
Galopa o olhar no horizonte ,
anseia deitar-se no teu peito...
Voam as carícias,
que nascem suavemente,
na ponta dos teus dedos,
como os frutos amadurecidos,
em silêncio.
Toco o intocável...
Os meus lábios ancoram nos teus!

Sei agora,
que não consigo suportar,
mais um dia da tua ausência...
Morreria por asfixia!...




@Margusta
05/11/2008



Foto por do sol de 05/11/2008

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

A-Mares


Quando amanhece
na porta do peito,
pela janela da alma,
brota uma Luz,
que a todos seduz…
São dias perfeitos,
de azuis liquefeitos
que pintam os mares!

Mares de enamorados,
onde amores plantados,
em searas ondulantes,
estremecem,
ao mais leve sopro,
dos amantes...
Horizontes de água iluminados...

Ao entardecer,
num puro acontecer,
o desejo planetário,
incandescente, incendiário,
em louco desatino,
cai em abismos ,
de abraços molhados...
Sonhos realizados!

Escutam-se orquestras nas ondas...
Sinfonias, de
suaves melodias,
refrões do mar!
Salpicos de sal,
Notas a vibrar
Pautas suplicantes,
Marés a rebentar
Amar!...

Na espuma reluzem,
conchas verde-algas
Luz extasiante,
na janela das almas...

São intensos amores,
são secretos Amares,
que se vão consumando
no seio dos Mares!...

@ Margusta
31/10/2008

Poema por mim apresentado nas "Noites de Poesia em Vermoim" no passado Sábado dia 1 de Novembro, cujo tema era Mares.
O meu Muito Obrigada á querida Poetisa Maria Mamede, por ter dado voz ao meu poema.
Para quem quiser participar, ou ler as reportagens sobre os eventos clicar neste link http://movimentum-blogando.blogspot.com/

sábado, 1 de novembro de 2008


"...Falamos de sonhos. Dos sonhos que estão acorrentados no casco de um velho barco, o " Ilusão". Sabemos que um dia tudo se irá esvair e, o " Ilusão" naufragar..."

In "Contos do A-Mar"
Outubro de 2007