"Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
Alguém que veio ao mundo pra me ver,
E que nunca na vida me encontrou! "

Florbela Espanca

terça-feira, 30 de outubro de 2007

Aguarela de Margusta

Comemora-se hoje o Dia Nacional do Rastreio do Cancro da Mama.
A todas as mulheres que forem convocadas para estes rastreios, um conselho...Por favor não faltem!!!...
A todas as outras Mulheres ... Por favor, não deixem de fazer os exames de vigilância anuais ou consoante seja o Vosso caso, idade, problemas na mama..etc.
Para todas as Mulheres que foram vencidas, para as que venceram, e para as que lutam neste momento contra o Cancro da Mama, deixo aqui...
A minha Homenagem, o meu Respeito e o meu Apoio e Carinho!!!...
Deixo-lhes ainda o meu Abraço IMENSO!!!...

sexta-feira, 26 de outubro de 2007

Um post diferente....

Para o meu tio Jacinto e a minha tia Rosa...

As frutas lá da quintinha... são tão saborosas :)

E ao fim de alguns meses, lá tive coragem para cortar a abóbora...gostava de olhar para ela :)
Bom e lá fiz o doce. A Patrícia ajudou-me a cortá-la em pedacinhos, enquanto a minha mãe me dava instruções pelo telefone...pois é...nunca tinha feito doce de abóbora. Não resisti a estas cores lindas e fui registando os momentos :)









No ponto ;)

Junto nozes,


e amendoas aos pedacinhos.
Ficou delicioso!...

E os dióspiros que chegaram na segunda feira são tão doces!...
Têm feito as minhas delícias!!!...


Este já era :))) Depois de o ter literalmente devorado , restou uma linda flor!...
É linda não é?...


Bom aqui foi a prima Margarida que pediu que fotografasse o nosso pequeno almoço, depois da ida à praia...mas aqui só estão os alimentos saudáveis...Pois é :) as bolachinhas de chocolate, os pastéis de nata, e o resto do bolo dos anos da Laura não cabiam na imagem...mas tiveram espaço nas nossas barriguitas :)
Obrigada tio e tia por estes miminhos! :))) Muitos beijinhos!
Um beijinho para todos os que passarem por aqui...e...sirvam-se!!!...

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

video


Video de Margusta 18/10/2007


Hoje apetece-me voar para longe de mim...

Já não aguento mais lidar com o sofrimento...


Primeiro o meu sogro dependente a100% resultado de um AVC...


Depois o meu pai ...e o horrendo sofrimento do cancro...continua tudo gravado a ferro e fogo em mim...


Agora a L. minha sogra e a doença de Alzheimer... todos os dias se desliga mais um pouco deste mundo...e cada dia fica mais dependente de mim...Só de mim...Hoje pela primeira vez percebi que também ela sofre muito com esta "loucura " que vai tomando conta dela...Hoje apercebi-me mais do que nunca que a tarefa que me espera não é nada fácil...não sei se vou conseguir...


Hoje apetece-me voar...


Não te iludas com o meu sorriso...nem com a alegria na minha voz...

Hoje apetece-me chorar...

terça-feira, 16 de outubro de 2007

Chamas-me de saudade...

Ancorado na praia, dia, após dia, olhas o mar. Chamas-me de saudade. Na ânsia de me teres por perto, procuras-me no olhar de cada gaivota, que, mergulha no azul salgado. E, movido pelo desejo que te invade, tentas encontrar as formas do meu corpo nas ondas de espuma feitas... Dizes querer abraçar o mar...

Materializas o teu grande sonho e eu estou lá. Caminhas comigo de mãos dadas. Conversamos, rimos, abraçamos-nos...Falamos de sonhos. Dos sonhos que estão acorrentados no casco de um velho barco, o " Ilusão". Sabemos que um dia tudo se irá esvair e, o " Ilusão" naufragar.
Puxas-me para dentro de água. O meu vestido branco, aquele que tanto gostas, fica colado ao meu corpo... Tentas moldar as tuas mãos nos seus contornos...Mas...Sou apenas uma gaivota que mergulha nas águas do teu doce olhar, para logo desaparecer num verde salgado...

Ficas sentado na praia a olhar as ondas. Cai a noite. O mar adormece em belos lençóis de prata e tu no meu abraço de lua...aquele que sempre te espera e que dizes ser o único em que consegues repousar.
Sonhas...Sonhas...e sonhas que os meus cabelos tocam ao de leve o teu rosto. Mas já é manhã...São apenas os raios do sol que desponta. Junto a ti na areia apenas uma pena branca...o meu sinal...
Incrédulo olhas o horizonte, e ... chamas-me de saudade...
...Dia, após dia, ficas ancorado na praia ... continuas a olhar o mar...

@Margusta
in " Contos do A-Mar"

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Hoje levei pão...


...pois é, hoje levei pão para as minhas amigas gaivotas ;)
...e está claro que a fotografa hoje não fui eu ...
Tenho andado preguiçosa para escrever,mas a minha próxima postagem será em poesia ou prosa.
Beijinhos aos que passarem por aqui :)))

quarta-feira, 10 de outubro de 2007

No encalço das gaivotas... :)))







... a melhor forma de iniciar o dia!...
O mar, o sol e as gaivotas...Não posso pedir melhor! :)))

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Gaivotas....













É durante os meses de Outubro e Novembro que elas aqui chegam. Vêm às centenas!!!
É lindo vê-las pela manhã, ou ao final da tarde no areal à espera que os pescadores puxem as redes. Esperam pacientemente que seja feita a separação do pescado. Aves e homens respeitam-se mutuamente. Elas estudam-lhe os gestos...e quando no final eles atiram para o mar o pescado que não interessa, é vê-las a voar que nem loucas ... e como que atraídas pelo ruído que fazem, de longe chegam mais e mais e mais....LINDO!!!...
Ontem assisti ao espectáculo mas não tinha a máquina comigo,e hoje não pude esperar pelo puxar das redes...mas um dia destes hei-de conseguir o registo desse momento tão belo!!!
Ando no encalço das gaivotas :)))

segunda-feira, 8 de outubro de 2007

No alto da falésia...





Alongo o olhar no mar azul e majestoso
Ele sabe dos meus sentires de mulher
Ao vento enlouquecido que sopra impiedoso
Tremem as ervas e eu...como uma qualquer

Por momentos abandono-me à tormenta
Que me envolve, e não me deixa respirar
Lá na falésia onde nada se lamenta
Escondo de mim, essa vontade de chorar

Deito-me no chão e inspiro o doce perfume
Aroma e deleite que da erva seca provém
E ali me quedo...já sem horas, já sem tempo

Mas na falésia paira agora novo queixume
Ecoando em surdina por rochedos de ninguém
Rasguei o peito,soltei a dor...que a leve o vento!...

@Margusta
Publicado no livro
"Liberdade Condicional" Edições ec

video
Video de Margusta
Decidi escolher este meu soneto para abertura deste espaço, depois de ontem ter feito mais um passeio pela serra da Arrábida. O soneto foi escrito em 2006 no Cabo Espichel.
Junto um video deste belíssimo local, espero que gostem!
Sejam Bem Vindos ao " Momentos Sentidos II " !...