"Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
Alguém que veio ao mundo pra me ver,
E que nunca na vida me encontrou! "

Florbela Espanca

segunda-feira, 16 de junho de 2008

Rios


Junta o teu rio com o meu
Onde transborda a ternura
Bebe este desejo que é teu
Torrente de água...frescura

Mergulha nas águas incertas
Bordam as margens, o amor
Percorre vales e florestas
Com muita audácia e fulgor

Oh, meu doce e terno amado
Quando os rios se misturam
Brilham com todo o esplendor

E nosso encontro é eternizado
Pois os momentos perduram
Nas ondas do mar...meu amor!

@Margusta
06/06/2008

Soneto com que participei, no passado dia 7 de Junho nas "Noites de Poesia em Vermoim " . Podem participar e ver sempre as reportagens em http://movimentum-blogando.blogspot.com/.
O meu muito Obrigada ao José Gomes por ter dado voz ao meu poema.


Na última semana estive de férias, e regresso adoentada...sol a mais na cabeça ;) ... este tempinho instável...
Agradeço aos que passaram por aqui, e peço desculpa pela minha ausência nos Vossos blogs.
Beijinhos, passarei logo que possivel.

11 comentários:

Anônimo disse...

Respeito os rios belo poema.

Boa noite de S.Joao Margusta!

Beijinhos de Marizéza.

della-porther disse...

margusta

enquanto leio o teu "rio" assisto a chuva cair ...águas...lindas aqui e aí.

beijos

della

Menina do Rio disse...

Eu gosto desse encontro de dois rios onde o fluxo fica intenso e borbulhante!
Um lindo e terno soneto, amiga. Banhei-me nestas águas

Um beijo pra ti, de coração

Alvaro Gonçalves disse...

Boa noite meu anjo,

Venho como um simples ladrão na noite para te deixar um simples beijo de luz feito amor.

C Valente disse...

Rios fontes de vida e inspiração, lindo
Saudações amigas

Menina do Rio disse...

Relendo-te e deixando um beijo

Fica bem minha querida

☆Fanny☆ disse...

Margusta, querida!

Que bom regressar ao teu espaço. Espero que já estejas recuperada...o Sol é benéfico, mas em excesso é um veneno.

O meu blog está com uns problemas, tive de alterar o endereço, pois houve um momento em que tive necessidade de o tirar do ar. Quando voltei para o colocar novamente, já alguém o tinha levado. Por isso o novo endereço é: http://simplesmentemurmuriosdealma.blogspot.com
Já falei com a nova "propríetária", no sentido de ela mo devolver, mas ainda não me respondeu.
Seria bom que ela aceitasse, pois há amigos de muitos anos que têm o meu blog linkado.
Espero que se resolva, até lá fica este endereço, possivelmente temporário.

Um beijinho*

Fanny

rosa dourada/ondina azul disse...

Bonito poema aos rios !

Aqui passei e te deixo os meus votos de rápidas melhoras :)))


beijinho,

lena disse...

este "rios" foi tão lindo querida margusta

um soneto que brotou de ti e fez navegar nas águas doces do teu rio

um doce sentir, num encontro onde o rio vai desaguar, no mar que é nosso


abraço-te com ternura e carinho querida amiguinha

beijinhos para ti, levam o cheiro a maresia

Pepe Luigi disse...

Querida Margusta,
Regresso com muita satisfação ao seu precioso espaço e venho encontrar um poema de cariz muito pessoal que me encheu a alma.
Obrigado por partilhar a sua generosa sensibilidade.
Um beijo com muita ternura do
Pepe

☆Fanny☆ disse...

Olá..

Só para dizer que o meu blog já tem o endereço antigo...

http://simplesmentemurmurios.blogspot.com

Um abraço de estrelinhas*

Fanny